quarta-feira, 21 de março de 2012

Primeiros passos no slack - BY nacaoslack

Primeiro, algumas dicas quanto a montagem do slack:
  • Escolha dois pontos de ancoragem com cerca de 3 metros de distância. Com o slack curto fica mais fácil deixá-lo bem tensionado e o fato de conseguir chegar até o final da fita é extremamante motivador! Conseguir ir e voltar então, nem se fala!!!
  • Coloque a fita bem baixa, no máximo na altura do joelho (essa é a dica de montagem mais importante!). Isso facilita a subida na fita e permite que você tente se equilibrar ao máximo, sem o medo de cair.
  • Evite cimento, asfalto, paralelepípedo. A melhor superfície para cair é grama. Mesmo que seja para cair em pé. Areia machuca o pé, poeira escorrega um pouco (além de deixar sua fita marrom…) e superfícies duras nem se fala!
  • Como já foi dito, estique bem a fita. A tensão e a curta distância evitam criar aquela “barriga” no meio da fita, tornando o equilíbrio mais fácil. Deixe para brincar com a fita mais folgada depois, é hora de aprender com segurança. Deve ser um pouco mais difícil do que andar num meio fio estreito.
  • Caso vente muito, evite que o vento bata lateralmente no slack. Procure montá-lo na direção do vento. No início, qualquer fonte de desequilíbrio deve ser evitada!
Beleza, com o slack já montado da melhor maneira para se aprender (curto, bem esticado e baixo) vamos ao que interessa, as dicas para se equilibrar na fita! Vamos primeiro a algumas dicas gerais, depois o passo-a-passo.
Dicas gerais:
  • olhe para frente: além de olhar para baixo não ajudar muita coisa, atrapalha a postura (quanto a acertar o pé na fita, continue lendo…);
  • dê passos curtos: colocando um pé bem na frente do outro, não tem como errar a fita e facilita o equilíbrio por não ser necessário inclinar a perna de trás;
  • troca de peso entre as pernas: nem pensamos nisso ao andar (pelo menos depois que já estamos acostumados) mas como troca o peso entre as pernas – é uma queda controlada a cada passo. No slack é um pouco diferente, aprenda a andar da seguinte maneira:
    • coloque todo o peso na perna de trás;
    • mantenha o equilíbrio;
    • vá trocando o peso de perna até que todo o peso esteja na perna da frente;
    • mantenha o equilíbrio;
    • passe a perna de trás para frente devagar e comece tudo denovo!
  • deixe o joelho levemente flexionado: ajuda a amaciar algum balançar vertical da fita e facilita movimentos de tronco e quadril;
  • mantenha os braços para cima: (estilo bonecão do posto, lembra?) eles servirão como contrapeso;
  • deixe o quadril solto: mover o quadril lateralmente é extremamente importante para manter o equilíbrio! (faremos um vídeo para explicar isso melhor…)
  • concentre-se: não pensem em nada, não cante música, não preste muita atenção no que estão falando (com exceção do amigo que esta te ensinando!) – você deve estar 100% focado em se equilibrar.
Como conseguir se equilibrar em questão de horas e ir para o que realmente interessa: curtir manobras ou longas travessias no slack.
Invista 10min aqui para economizar horas no slack!
  • SLACK + VONTADE DE APRENDER + MEDO = SEMANAS TENTANDO…
Para perder o medo, coloque a fica bem baixinha (no máximo na altura do joelho da menor que pessoa que vai andar) e bem tensionada (para isso escolha ancoragens boas e próximas). Maiores explicações no postPrimeiros Passos no Slack.
  • SLACK + VONTADE DE APRENDER + MÉTODO = DIVERSÃO EM POUCAS HORAS!
Sem o medo e com o método certo, o equilíbrio passará de uma barreira para uma diversão! Além de seguir as dicas do post citado, pratique o método de equilíbrio abaixo.

O MÉTODO 1-2-3
Bem simples, veja só:
  • No chão – 0-1-2-3-2-1-0
  • Ao subir, para se equilibrar na fita – 3-2-1-0;
  • Desequilíbrio na fita – 1-2-3;
  • Após desequilíbrio, para voltar a andar – 3-2-1-0.
MAS AFINAL, O QUE 1-2-3 E 3-2-1-0 SIGNIFICAM?!?
São as ordens que as técnicas para retomar o equilíbrio devem ser utilizadas. Segue a escala das técnicas (considere 0 como “equilibrado, com os dois pés na fita”):
  1. Desequilíbrio Fraco;
  2. Desequilíbrio Médio; e
  3. Desequilíbrio TENSO!
Para a situação 0, equilibrado, não existe uma técnica específica. Direto ao que interessa, segue o passo-a-passo das técnicas 1, 2 e 3.
TÉCNICA 1 – UTILIZE PRIMEIRO OS BRAÇOS: se desequilibrar para a direita, jogue os dois braços para a direita (acima da cabeça) e o tronco para a esquerda. Essa alteração do centro de gravidade, feita de maneira rápida, pode ser suficiente para retomar leves desequilíbrios; se não for suficiente…
TÉCNICA 2 – MOVA O QUADRIL: caso não retome o desequilíbrio apenas com os braços, além de mover o tronco, mova também o quadril para o lado oposto da queda, aumentando a inclinação do tronco. Isso vai jogar o peso do seu corpo para o lado oposto ao lado da queda, retomando o equilíbrio; se ainda assim estiver desequilibrado…
Slackline - Técnica de Equilíbrio 2.1 Slackline - Técnica de Equilíbrio 2.2 Slackline - Técnica de Equilíbrio 2.3
TÉCNICA 3 – TIRE UMA PERNA DA FITA: se você dobrou o corpo e jogou o quadril todo para o lado e ainda assim não recuperou o equilíbrio, retire uma perna da fita para poder se inclinar mais. Além disso, dobrar um pouco mais o joelho pode ajudar.
Slackline - Técnica de Equilíbrio 3.1 Slackline - Técnica de Equilíbrio 3.2 Slackline - Técnica de Equilíbrio 3.3
TÉCNICA 4 – BÔNUS! Se nada deu certo: caia 
de cara no chão
, levante e tente outra vez.
Detalhe: Os movimentos acima são em muitas das vezes dinâmicos: não usam só o peso do corpo sendo jogado para o lado, mas sim o peso sendo jogado com VELOCIDADE para o lado. As vezes essa velocidade é necessária, no caso de um desequilíbrio “surpresa”.
REVISÃO DO MÉTODO
  • No chão – Primeiro você deve conseguir fazer o 0-1-2-3-2-1-0 no chão, com os pés simulando a fita (um na frente do outro) e com as duas bases (pé direito na frente e pé direito atrás). Teste ambas as bases, desequilibrando para os dois lados. Hum… se você testou, percebeu uma situação “estranha”… Comente abaixo com esse detalhe que você perceber ao testar, e já dê a solução para isso!!!
  • Suba na fita, ajustada corretamente (veja o post Primeiros Passos no Slack) e alcance o equilíbrio com a sequência decrescente, 3-2-1-0.
  • Ao se equilibrar (nível 0), comece a andar… Ande,… ande,… ande,…
  • …desequilibrou? 1-2-3. As vezes só o braço (Técnica 1) pode ser suficiente… as vezes você pode ter que ir até as últimas conseqüências, tirando a perna da fita (Técnica 3)
  • Equilibrado? Volte do número que parou até chegar ao 0 (pode ser 3-2-1-0 ou 2-1-0).
  • Não espere ficar 100% equilibrado para andar. Na maior parte do tempo você vai estar entre o nível 0 e o nível 1. Afinal, o desequilíbrio é a diversão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário